Abraços Grátis (Free Hugs)

Blogs, Orkut, MSN, Skype, Facebook, Twitter, e-mails, video-conferencia, Notebooks, telefone cellular. O mundo mais próximo, as pessoas mais integradas?
Todas as ferramentas de comunicação citadas acima são de grande importância em um mundo globalizado em que vivemos.
Todo este contexto tecnológico e virtual é bem interessante, percebe-se que as pessoas em alguns casos preferem mandar uma mensagem por e-mail do que levar e falar pessoalmente com o colega que senta próximo. Outros preferem mandar um arquivo em Power point com o objetivo de confortar um amigo que esta ferido.
Mas esquecem do efeito rápido que um abraço possui.
E exatamente sobre o abraço que eu gostaria de falar.
Vejamos nas escrituras alguns exemplos:
Porém Esaú saiu correndo ao encontro de Jacó e o abraçou; ele pôs os braços em volta do seu pescoço e o beijou. E os dois choraram.(Gn 33,4)

José abraçou o seu irmão Benjamim e começou a chorar. E, abraçado com José, Benjamim também chorou. (Gn 45.14)

Então Jesus abraçou as crianças e as abençoou, pondo as mãos sobre elas.
(Mc 10.16)

Abraço sempre foi e sempre será importante.
Já vi algumas pessoas na rua com camisetas ou placas com a seguinte frase: Abraço Grátis! (Free Hugs)
Comecei a perceber a reação das pessoas ao passarem por estas que seguravam as placas e algumas até voltavam como quem diz: “não tenho nada a perder, quero um abraço”.
E saem sorrindo, percebi a leveza no sorriso destas pessoas, e para quem deu o abraço isso também ocorreu. Era nítido a felicidade daqueles que davam o abraço.
Este sim é um movimento revolucionário, é importante estarmos conectados ao mundo, mas mais importante ainda é estar com as pessoas, passar por elas e fazer com que se sintam importantes.
Que o abraço seja uma prática constante.
Dê abraços e permita ser abraçado, isso pode fazer a diferença!

Um abraço, Rafa

Anúncios