Bichinho do Iogurte

Quantos lembram do iogurte natural? Ou popularmente falando: “bichinho do iogurte”? Pra alguns considerado uma delícia. (Ao ponto de chegar a fazer bigodinho ao saborear). Para outros, algo caseiro, natural. E existem aqueles que o consideram um nojo. E ainda alguns o consideram uma “praga”. Talvez pelo trauma de ouvir a mãe desesperada querendo se desfazer daquela bolota que tanto se multiplicava. Dava trabalho e não viam a hora de se livrar. Nestas horas era um desespero, falava com os vizinhos, parentes, etc. E pior, todo mundo tinha o tal “bichinho do iogurte”. Lembro que algumas crianças na escola levavam dentro de um vidro de maionese para o seus coleguinhas. (Isso era muito engraçado)
E o que dizer da criatividade no preparo dos sabores? Com Nescau, Quik de morango, suco em pó de pêssego, abacaxi, etc.
Lembro de pessoas comentando sobre o “bichinho do iogurte” em tantos lugares.

Por que não multiplicamos o amor de Deus que esta em nós?
Sei que pode parecer uma comparação meio desconecta mas pense na essência da palavra “multiplicação”. Será que estaríamos dispostos a passar para amigos, visinhos, parentes a palavra de Deus, como se passava pra frente o “bichinho do iogurte”?

Anúncios