Preocupações

Eu tinha aquele soldadinho que se arrastava, parava, e “fazia de conta que atirava”, e depois continuava se arrastando e vinha rastejando colocando medo nas outras crianças. Pena que a pilha acabava sempre muito rápido, também pudera, vale ressaltar que vinha diretamente do Paraguai. Minha preocupação era: e quando acabar a pilha?
Quando devolvia a fita sem rebobinar minha preocupação era: o atendente vai brigar, e me cobrar a mais por isso?
Quando ia dormir na casa de alguém que tinha aquele relógio de parede que tinha várias melodias memoráveis (tipo a do gás) e depois dava alguns toques (de acordo com as respectivas horas) minha preocupação era: eles desligam isso de madrugada?
Quando vou enxugar a mão, minha preocupação é: enxugar com apenas duas folhas de papel é suficiente? Se eu enxugar com 3, qual é o impacto disso no mundo?
Pequenas preocupações.
Mas você percebe que estas pequenas coisas estão sempre ligadas ao nosso dia-a-dia, e conviver com isso de uma maneira tranqüila pode se tornar uma tarefa difícil.
Geralmente as pessoas acumulam preocupações. O que antes era preocupação para mim, como a pilha do soldadinho e o barulho do relógio de parede, já não se comparam com as coisas que me cercam hoje. E a bíblia fala sobre preocupações e ansiedade:
Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.Filipenses 4:6-7
Preciso confiar, confiar que Ele é a pilha que eu preciso trocar.

Ele é o silêncio que eu preciso de madrugada.
Preciso confiar e agradecer pois Ele prometeu cuidar de todas as coisas e guardar o nosso coração em paz.
Anúncios