Nós que complicamos…

complicada demais

Quando Jesus estava entrando no barco, o homem que estivera endemoninhado suplicava-lhe que o deixasse ir com ele.
Jesus não o permitiu, mas disse: “Vá para casa, para a sua família e anuncie-lhes quanto o Senhor fez por você e como teve misericórdia de você”.
Então, aquele homem se foi e começou a anunciar em Decápolis quanto Jesus tinha feito por ele. Todos ficavam admirados. 
Marcos 5:18-20

Jesus não deixa o rapaz seguir com ele, mas a ordem é: anunciar o que o Senhor fez! e anunciar para a casa dele, para a família dele. 

Fato que muitos quando se encontram com Cristo querem logo ganhar o mundo, arrumar as malas ir para a África e para a Europa e Zaz, Zaz, Zaz… Não que isso seja errado, mas o que eu aprendo com Jesus nesta história é que um novo convertido tem uma missão fundamental: a pregação para os que estão perto!

Outro fator bastante curioso é que eu não vi relato deste tal homem participando de aulas da escola bíblica dominical, treinamentos de liderança, o texto também não disse que ele teve que se tornar um líder de célula ou um pastor para levar as boas novas. Ao contrário, Jesus o liberou para ir!

Penso que ferramentas como EBD, treinamentos bíblicos, ser líder de célula, fazer esse ou aquele seminário serve como base, como preparo no dia-a-dia de uma vida Cristã. Até porque quem estiver melhor preparado, colherá os melhores frutos.

Mas isso não pode ser pré-requisito. O novo convertido não pode ser intimidado a ficar calado assim que recebe a Cristo, só porque não tem tal “formação espiritual”. Igrejas não podem realizar processos seletivos para ver quem deve ir e quem não deve.

Ao que parece, muitas delas agem de tal forma, e ai o resultado é crente pulando de igreja em igreja, e isso não é nada saudável.

Na linguagem de Rh, quando a vaga exige muito e esta difícil encontrar o candidato, conversamos com o gestor para que flexibilize em alguns requisitos…

Jesus ensina isso, aliás, nem pré-requisito ele colocou….

Ele apenas disse: ...” anuncie-lhes quanto o Senhor fez por você e como teve misericórdia de você”.

Ou seja queridos, nós  que complicamos!

Anúncios